Ocorreu um erro neste gadget
Ocorreu um erro neste gadget

domingo, 28 de fevereiro de 2010

Política... um câncer social

*
*
vejam a manchete na página inicial do Gazeta do Povo on line de hoje, domingo, 28/02:

Mensalões do PT, PSDB e DEM devem enfraquecer debate
Partidos vão evitar discussões sobre corrupção. Faltando oito meses para as eleições, partidos governistas e oposição dão sinais que vão manter a ética bem distante dos principais temas de campanha...

eu fiquei pensando no que vai rolar. O que nenhum político fez, ou não pretende fazer no futuro, para poder acusar seu oponente?

se ele acusar de corromper; se ele acusar de superfaturar; se ele acusar de procrastinar; se ele acusar de nepotismo; se ele acusar, simplesmente.

se ao menos esse fosse um caminho para o político não ficar acusando concorrentes e sim mostrar projetos, propor idéias. Mas não, o caminho vai ser o da proteção dos conluios e buscar, nos desvãos da ignorância popular, a repetição de fórmulas mágicas, que vão resolver todos os problemas brasileiros.

então vamos lá, com muito chá de boldo, pra mais um ano de eleições, enquanto não se descobre um remédio realmente eficiente para este grande câncer nacional.

*
*

sábado, 20 de fevereiro de 2010

Ditadura e Narcotrafico na America Latina

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010 http://hondurasurgente.blogspot.com/2010/02/analise-baseada-em-documentos-da-cia.html
Análise baseada em DOCUMENTOS DA CIA referentes ligações de URIBE ao narcotrafico
Nas postagens :


http://hondurasurgente.blogspot.com/2010/02/venezuela-denuncia-provocacion.html
http://hondurasurgente.blogspot.com/2010/02/o-jogo-dos-eua-na-america-latina.html

temos várias matérias jornalísticas que apontam as ligações de Uribe com o narcotráfico colombiano. A CIA sabe disso, mas,será que a agência vai assumir, de público, que sabe ?


Trecho de um reporte da CIA sobre as pessoas mais influentes e perigosas envolvidas no narcotráfico.

Esse reporte, como nele mesmo consta, é informativo contendo uma lista de 104 indivíduos. Cada um traz um numero para facilitar e classificar, em termos de assunto, adicionando outros indivíduos envolvidos na área de atuação dessa principal.

O documento traz, na parte superior, varias seções bloqueadas em negro para não ser possível identificar a origem de quem a reproduziu. Pelo que pode-se deduzir pelas informações, esse reporte foi confeccionado antes do julgamento de Manuel Noriega, que teve ocasião em abril de 1992.

Chamo atenção para as pagina 10 e 11. Destaco o numero do individuo 82 e reproduzo na íntegra, letras maiúsculas no original.

Primeiramente, no início do documento, ele explica a finalidade:

"TEXT:

THE INFORMATION CONTAINED IN THIS REPORT FORWARDS PROFILES ON THE MORE IMPORTANT COLOMBIAN NARCO-TERRORISTS CONRACTED BY THE COLOMBIAN NARCOTIC CARTELS FOR SECURITY, TRANSPORTATION, DISTRIBUTION, COLLECTION AND ENFORCEMENT OF NARCOTICS OPERATIONS IN BOTH THE US AND COLOMBIA. THESE INDIVIDUALS ARE ALSO CONTRACTED AS "HIT MEN" TO ASSASSINATE INDIVIDUALS TARGETED BY THE "EXTRADITABLES", OR INDIVIDUAL NARCOTIC LEADERS' AND TO PERFORMTERRORIST ACTS AGAINST COLOMBIAN OFFICIALS, OTHER GOVERNMENT OFFICIALS, LAW ENFORCEMENT AGENCIES, AND GROUPS OF OTHER POLITICAL PERSUASION. ( (SOURCE COMMENT ) - THESE INDIVIDUALS FREQUENTLY TRAVEL TO COUNTRIES UNDER ASSUMED IDENTITIES, UTILIZING FALSE DOCUMENTS, OR ENTER COUNTRIES ILLEGALLY. BECAUSE OF THE LACK OF DATES OF BIRTH, THE MAJORITY OF THESE PEOPLE ARE NOT POSITIVELY IDENTIFIED IN DATA BASES. IN SOME CASES IDENTIFICATION HAS BEEN MADE VIA INTERFACES WITH OTHER AGENCIES). THE FOLLOWING CORRESPOND TO THE PHOTOS PROVIDED IN THE ENCLOSURE."
...

"79 - PABLO ( (ESCOBAR GAVIRIA ) ) - THE MAXIMUM CHIEF OF THE MEDELLIN CARTEL WHO BEGAN AS AN ASSASSIN AND NOW IS IN CHARGE OF THE BIGGEST MULTI-NATIONAL CRIMINAL ORGANIZATION IN THE WORLD.
ESCOBAR IS WANTED BY VARIOUS COUNTRIES AND THE US HAS REQUESTED HIS EXTRADITION FOR MULTIPLE CRIMES. ESCOBAR HAS REPORTEDLY PARTICIPATED IN VARIOUS MURDERS OF HIGH RANKING COLOMBIAN PERSONALITIES SUCH AS THE ATTORNEY GENERAL CARLOS MAURO HOYOS, THE MINISTER OF JSTICE RODRIGO ( (LARA BONILLA) ), DIRECTOR/EDITOR OF THE "EL EXPECTADOR" NEWSPAPER, GUILLERMO ( (CANO) )' AND PRESIDENTIAL CANDDATE LUIS CARLOS ( (GALAN) ). DOB 491201."

"80 - YAIR ( (KLEIN) ) - RETIRED ISRAELI ARMY COLONEL, MERCENARY AND EXPERT IN MILITARY TACTICS. KLEIN SENT ADVISORS TO THE MEDELLIN CARTEL TO TRAIN THE CARTEL PARAMILITARY FORCES AND SELECTED ASSASSIN TEAM LEADERS ON HOW TO UNLEASH WAVES OF TERORISM IN COLOMBIA TO DESTROY THE LAW, ORDER, AND UNDERMINE DEMOCRACY WITH THE MULTIPLE MURDERS THAT HAVE OCCURRED IN COLOMBIA. KLEIN ALSO FACILITATED THE TRANSPORT OF WEAPONS AND AMMUNITION, TO THE CARIBEAN AND SOUTH AMERICAN AREAS, WHICH EVENTUALLY SURFACED IN THE POSSESSION OF COLOMBIAN CARTELS AND COLOMBIAN GUERRILLA FORCES."

"81 - BERTA INEZ ( (MEJIA DE SERNA) ) - COLOMBIAN POLITICIAN AND ASSEMBLYWOMAN FROM ENVIGADO, COLOMBIA WHO WAS ARRESTED IN 1990 FOR LENDING ASSISTANCE TO THE MEDELLIN CARTEL. THIS POLITICIAN IS A DIRECT COLLABORATOR WITH PABLO ESCOBAR."

"82 - ALVARO URIBE VELEZ - A COLOMBIAN POLITICIAN AND SENATOR DEDICATED TO COLLABORATION WITH THE MEDELLIN CARTEL AT HIGH GOVERNMENT LEVELS. URIBE WAS LINKED TO A BUSINESS INVOLVED IN NARCOTICS ACTIVITIES IN THE US. HIS FATHER WAS MURDERED IN COLOMBIA FOR HIS CONNECTION WITH THE NARCOTIC TRAFFFICKERS. URIBE HAS WORKED FOR THE MEDELLIN CARTEL AND IS A CLOSE PERSONAL FRIEND OF PABLO ESCOBAR GAVIRIA. HE HAS PARTICIPATED IN ESCOBAR'S POLITICAL CAMPAIGN TO WIN THE POSITION OF ASSISTANT PARLAMENTARIAN OF JORGE ((ORTEGA)). URIBE HAS BEEN ONE OF THE POLITICIANS, FROM THE SENATE, WHO HAS ATTTACKED ALL FORMS OF THE EXTRADITION TREATY."
83 - ALVARO DIEGO ( (MONTOYA) ) - A POLITICIAN AND INDUSTRIALIST FROM THE DEPARTMENT OF ANTIOQUIA HAS BEEN LINKED TO PABLO ESCOBAR GAVIRIA. HE HAS BEEN INVESTIGATED FOR SUCH LINKS AND HAS ACTED AS AN INTERMEDIARY BETWEEN THE COLOMBIAN GIVERNMENT AND PABLO ESCOBAR GAVIRIA."
A lista continua, como podemos ver, contendo as mais altas figuras da sociedade com relacionamento direto com as do governo, senão os próprios funcionários do governo colombiano. (segue no link acima)

O que fica estabelecido hoje é a continuidade desses relacionamentos entre o mais alto nível do narcotráfico e os mais altos funcionários do governo, hoje o próprio presidente da republica.

Não precisa ser mencionado que com a morte de Pablo Escobar nada mudou a não ser a elevação desses indivíduos aos poderes mais altos do governo para a conveniência de interesses maiores internacionais, e que quando saem do esquema são eliminados, como foi Pablo Escobar. Uribe, então, está no script com uma performance bem determinada.

Quem o aplaude, portanto, sabe o que está fazendo.

Você deve saber que existem vários tipos de classificação de documentos de inteligência. Existem, alem disso, reportes de vários tipos e das várias agências e departamentos que circulam em níveis de segurança dependendo da sensibilidade das informações. No topo dessa pirâmide estão os documentos que já passaram por todo tipo de avaliações ate que chegue sem erros ou com muito poucos na diretoria e no departamento de defesa.

Logo, se uma informação dessas sobre Uribe era fato corriqueiro em níveis baixos e médios na DEA e na inteligência, muito pouco haveria de ser alterado quanto a veracidade dos fatos.

Ainda mais, pode-se fazer um cruzamento de referencias das mais variadas fontes para chegarmos à mesma conclusão sobre o envolvimento de Uribe com os círculos mais altos do narcotráfico na Colômbia. Tempos atrás já veiculei informação de outra fonte em como o fulano presidente subiu na política.
De memória te digo o seguinte: Uribe teve o primeiro posto político na Colômbia como chefe do departamento Nacional da Aviação Comercial, ou algo assim. No comando dessa agência ele outorgou permissão para construção de pistas para pouso e decolagem de aviões para o uso de três notórios traficantes. O resto é conseqüência.


Marcos Rebello - Analista e consultor Político , estudioso de arquivos da CIA

terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

Direito a Verdade

Direito à verdade
Escrito por Frei Betto
06-Fev-2010

O 3º Plano Nacional de Direitos Humanos foi instituído por decreto presidencial de 21 de dezembro de 2009. Suas diretrizes, objetivos estratégicos e ações programáticas, aprovadas na 11ª Conferência Nacional dos Direitos Humanos, constituem passo histórico de consolidação do Estado democrático de direito.

O Plano comporta significativa agenda de promoção e proteção dos direitos humanos no Brasil, com postulados de universalidade, indivisibilidade e interdependência, e gera a justa expectativa de transformar-se numa agenda do Estado brasileiro, tendo como fundamentos os compromissos internacionais assumidos pelo país.

O documento mereceu, na sua exposição de motivos, a assinatura de 31 ministérios, fato inédito. Apesar de resultar de exaustivos debates democraticamente travados na sociedade civil, e de apresentar as bases de uma política de Estado para os direitos humanos, suscitou críticas exacerbadas de setores da Igreja, de latifundiários e donos de empresas de comunicação.

Deu ensejo também a críticas de militares, que deveriam preocupar-se em não serem confundidos com torturadores, e de civis contrários ao compromisso de envio, pelo Executivo ao Legislativo, do projeto que objetiva a criação de uma Comissão da Verdade.

Entre diversos temas transversais e essenciais, contemplando direitos individuais, sociais e coletivos, em consonância com a Constituição Federal, o Plano sugere a criação da Comissão Nacional da Verdade, com participação da sociedade civil, de forma plural e suprapartidária, com mandato e prazo definidos.

Uma vez criada, a Comissão deverá promover a apuração e o esclarecimento público de violações de direitos humanos praticadas no Brasil no contexto da repressão política ocorrida no período fixado pelo artigo 8º do Ato das Disposições Transitórias, isto é, de 18 de setembro de 1946 até a promulgação da Constituição (1988). Assegurará, assim, os direitos à memória e à verdade histórica, propiciando a reconciliação nacional.

Deverá ainda realizar diligências, como requisitar documentos públicos, com a colaboração das respectivas autoridades; requerer ao Judiciário o acesso a documentos privados; colaborar com todas as instâncias do Poder Público para a apuração de violações de direitos humanos, observadas as disposições da lei nº 6.683, de 28 de agosto de 1979 (Lei da Anistia); promover, com base no acesso às informações, meios e recursos necessários para localização e identificação de corpos e restos mortais de desaparecidos políticos; identificar e tornar públicas as estruturas utilizadas para a prática de violações de direitos humanos, suas ramificações nos diversos aparelhos de Estado e em outras instâncias da sociedade; registrar e divulgar seus procedimentos oficiais, a fim de garantir o esclarecimento circunstanciado de torturas, mortes e desaparecimentos, devendo discriminá-los e encaminhá-los aos órgãos competentes; apresentar recomendações para a efetiva reconciliação nacional e prevenir a não repetição de violações de direitos humanos.

É imperativo da soberania nacional a restauração da memória histórica. Recontar o passado sempre ensina a enfrentar o presente, no intuito de não se repetirem violações, tais quais as ocorridas em períodos ditatoriais, que envolveram a prática contumaz de crimes contra a humanidade, como torturas, seqüestros, assassinatos e desaparecimentos forçados de dissidentes do regime militar.

Não há motivos para temer tornar públicos os arquivos do período ditatorial, o exame e a revelação responsável do ocorrido no contexto de repressão política, que ainda projeta dor, sofrimento e angústias, sobretudo aos familiares de mortos e desaparecidos políticos que ainda não tiveram reconhecido o direito sagrado de sepultar os seus entes queridos e receber todas as informações, o que até hoje lhes é sonegado.

Os direitos humanos constituem condição para a prevalência da dignidade humana. Devem ser promovidos e protegidos por meio de esforço conjunto do Estado e da sociedade civil. É fundamental, para tanto, a implementação do Plano Nacional, com ênfase na criação da Comissão Nacional da Verdade, a fim de elucidar, sem revanchismo, como dever de um país que verdadeiramente almeja a consolidar sua democracia, a repressão política, sem tratar de forma igual os desiguais: torturadores e torturados; seqüestradores e seqüestrados; assassinos e assassinados.

Somente assim as feridas poderão cicatrizar e ocorrerá a verdadeira reconciliação nacional.

Frei Betto é escritor, autor de "Diário de Fernando – nos cárceres da ditadura militar brasileira" (Rocco), entre outros livros.

A CRIMINALIZAÇÃO Social e as vítimas de ataques Neo fascistas


E Não esqueçam os PAULISTAS:ATO PELA LIBERTAÇÃO DOS PRESOS POLÍTICOS DO MST E CONTRA A CRIMINALIZAÇÃO DOS MOVIMENTOS SOCIAIS-
Quarta-feira
10 de fevereiro
19 horas
Sala dos Estudantes
Faculdade de Direito do Largo de São Francisco ( Convite enviado por Alipio Freire
)

Terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

Hermano Chirinos , Presente! A CRIMINALIZAÇÃO Social e as vítimas de ataques Neo fascistas



Breve Introdução:
Alguns Exemplos:
- 19 de abril 2006- Um índio é queimado Vivo por adolescentes classe média alta em Brasilia. A Desculpa: "Achamos que era um mendingo, e fizemos uma brincadeira"
- dezembro 2007 - Uma Negra saia pro Trabalho e no ponto de ônibus foi surrada por jovens classe média alta. A Desculpa: "achavamos que era uma garota de programa"
- A Exterminio diário de GENTE GLBTs
- a "dura" em  moradores de favelas, para "averiguações" da PM
- Fevereiro de 2010 - Integrantes do MST assassinados.

Algumas Referencias e estudos da Criminalização Social:
O DISCURSO MIDIÁTICO NOS MEANDROS DA CRIMINALIZAÇÃO
Comitê para barrar a criminalização dos movimentos sociais
 Criminalização dos movimentos sociais] A produção de um ‘novo’ massacre?
http://softwarelivre.org/paulomarcos/blog/cutrale-financiou-parlamentares-favoraveis-a-cpi-do-mstUTRALE - http://www.viomundo.com.br/voce-escreve/mst-cutrale-usa-terras-griladas-em-sao-paulo/

 Exemplos e Herança:
1968 - AI5
JN-  Pregando Golpe de Estado ,
OS DITADORES.
Aracruz Celulose: 
(por: Nanda Tardin)

Não bastasse a onda de criminalidade desencadeada em Honduras ...o NAZIFASCISMO se alastra por NUESTRA AMERICA...
  Pense: amanhã pode ser seu irmão, seu filho, seu amigo mais querido ...
  BASTA! Ceifam a vida de nossos mais valiosos jovem. E seguem Impunes. Seus crimes no esquecimento ...


                                                                                                                                                              &n bsp;   (por La Polila)

                                     BASTA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Esquecer nem perdoar ....
Luis "Rachel" Chirinos Presente ... .. ... ..


 
Brigada Anti-Fascista Caracas

Jorge Pineda, enviou uma mensagem aos membros do / a nova força "Resistência de Honduras político da ALBA e da América Latina.

--------------------
Assunto: Neo-nazis mataram o cantor Luis "Rachel" Chirinos vocal do grupo Balazos 7

Na noite de 5 de fevereiro, no La Candelaria , no centro de Caracas, Venezuela, dois neo-nazis agrediram Brutal e fatalmente o cantor  Luis" Rachel "Chirinos, militante antifascista local e músico, que no momento da agressão estava com sua noiva que está grávida.

 Os criminosos fascistas, aproximaram-se de Rachel, repreendendo-o sobre suas convicções libertárias, batendo e atacando-o com facas, deixando-o deitado no chão e fugindo covardemente. Rachel foi assistido e levado para um hospital, mas já era tarde, chegou sem vida.

Esta agressão não deve ser tomada como mais uma. Você não pode atribuir esses fatos aos criminosos comuns, nem uma simples luta. É uma agressão vil e desprezível fascista que não estamos dispostos a ignorar.


Os atos reprováveis deste grupo já tem mais seguidores (especialmente em adolescentes descarrilou com idéias nacionalistas desatualizado) devemos refletir e lutar comtra a criminalização de GENTE e ideais. Hoje, mais do que nunca, precisamos estar atentos para esta onda fascista que ameaça inundar as nossas ruas com sangue inocente e violência reacionária.

É provável que aqueles que fizeram um ato tão covarde, estejam  ligados a qualquer poder económico ou o patrocínio da burguesia. Portanto, CONCLAMAMOS os grupos e indivíduos, para juntar-se assim que nós podemos parar esta praga que procura ganhar assentos nas nossas ruas.
DENUNCIAR É LUTAR..

Nossas mais profundas condolências à senhora sua mãe, seu parceiro, família e amigos @ s.
O vazio deixado por Rachel é irreparável, mas o plantio deve ser um fim a uma história de agressão que lhe escrevo estas fora da data.

Esquecer nem perdoar ....
Luis "Rachel" Chirinos Presente
... .. ... ..

Brigada Anti-Fascista Caracas

Fontes:
http://www.facebook.com/l/1d84a; creadoresmilitantes.blogspot.com /
http://www.facebook.com/l/1d84a; www.ciudadccs.info.ve/


Hasta la vitória, JUNTOS SOMOS FORTES. Somos a base da piramide, 180 milhoes de brasileiro, só falta fazermos uso dessa força e assim evitar que o topo nos manipule.
Bjs
Nanda Tardin
32 91363332

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

Água.......nossas vidas dependem dela.

A nossa água de cada dia e Sanaa.

Especialistas alertam,a cidade de Sanaa(Iêmen)pode ficar sem uma gota de água
nos próximos 15 anos.
Se nada for feito AGORA.
E não é só isso. O planeta inteiro gasta um bem que é destruido todos os dias.
Se políticas corretas fossem implementadas e respeitadas,o futuro não se apresentaria tão catastrófico.
Um irrigamento inteligente das lavouras.
E uma política honesta e cidadã de trasporte público,resolveriam muito do problema.
Mas nenhum governante vai fazer isso,porque os interesses econômicos falam mais alto.
O biocombustível vai ser desastroso se não houver um controle rigoroso
da água gasta nas plantações.
Dizem, os especialistas, que ficaremos sem água muito antes de ficarmos sem combustível.
Por que não há um irrigamento inteligente nas lavouras?
Por que não há um controle de água na indústria?
Temos a maior reserva hídrica do planeta,teremos mesmo?
Quanto desta água é própria pra consumo?
Sequer existe um uso consciente nas grandes cidades.
A água da chuva deveria ser de uso obrigatório em cisternas, e com essa água
lavaríamos nossos carros,nossas calçadas,aguaríamos nossos jardins,lavaríamos nossas roupas e banharíamos nossos animais de estimação.
A água tratada deveria ser apenas para beber,cozinhar e tomar banho.
Desperdiçamos a água como se ela não fosse finita.
A água é vida,dependemos dela tanto quanto do ar que respiramos.
Sem ela nos desidratamos e morremos.

>aqua
>udán
>aigua
>vand
>aiga
>hydor
>eau
>water
>waser
>vatn
>agua
>unda
>água
>H2O

Não importa como é nomeada,importa como a tratamos.
E não a tratamos como vida.
Rios jamais deveriam ser navegados,rios jamais deveriam ser latrinas,rios não podem ser endereço de QUALQUER coisa que altere seu estado natural.

A água foi nosso primeiro alvo como objeto de destruição.

Estamos matando a água do planeta faz milênios.
As fontes, os olho-dágua,as vertentes .... estão secando e estão morrendo...milhares já desapareceram.
Os lençóis freáticos estão secando ou contaminados.
A água existe,mas até quando?
Rios e mares poluídos,não servem nem para bichos,nem para homens.

Seremos nós tão burros a ponto de causar nossa própria destruição?
Agentes de poluição:


>cemitérios
>fossas residenciais
>detergentes
>águas salgadas (ver Los Angeles- E.U.A )
>hidrocarbonetos( derivados de petróleo)
>adubos,inseticidas,herbicidas
>lixo e despejos ( deposição de lixo,rejeitos industriais,e água sem tratamento que é devolvida para a natureza)

A água está seriamente comprometida,no mundo inteiro,pela burrice do próprio homem.


Estamos morrendo e a vida que deveria ser salva.....se cala na UTI de nossa omissão/alienação.

Afinal, que vida mesmo estamos defendendo?

ÉPICO

RobertoMenezes



Não me interessa mais cantar o perfume da mulher
Com as pétalas macias das flores das palavras
Nada de cantos de seduções e encantos vãos
Na minha garganta crescem germes e larvas


Um navio chamado Haiti
(que maldade!)
Vem por mares sempre antes navegados
Parece o zepelim da Geni
E nos pegará descuidados
E antes de terminar a frase”eu te amo”
Seremos todos levados
Para a prisão de Guantánamo

Alguns partirão antes que aconteça
Em busca das florestas por não ter onde ir
Com um só obsessão na cabeça
Descobrir como se faz Irene rir

Irene é mulher diferente
Traz a morte como alvo
Guardada num comprido pente
Um pente que cospe fogo
Como os mísseis do navio

O Haiti seja aqui
Disse o poeta inocente
Que poetou sem profecia
O Haiti será aqui
Pra marcar nossa agonia
De gente apática,fraca,indolente
Que irá visitar o navio
Deslumbrada e demente

Querendo aprender inglês
Para se entregar de vez
Se temos shopping,internet, celular sofisticado
Multiplex, TV plasma,Tv Globo,
Por que não tudo isso gozar ?
Mas esse gozo não é orgasmo
É pranto, é fome, é espasmo
É ocupação de um país,invasão
Mas nós temos Zeca Pagodinho,
Seu Jorge e Zé Bonitinho
Big Brother ,mulata e carnaval
Gente boa sempre a sorrir
Bem comportada, cordial
Que nem de longe quer ver
E muito menos aprender
Como se faz Irene rir

Tudo começa de novo
A serpente vem no ovo
De um grande peixe no mar
E antes dos nossos românticos
Dizerem pra sua amada “eu te amo”
Seremos todos levados
Para a prisão de Guantánamo

Assim se cumpre o destino
A sina covarde e inglória
Do Brasil e sua falsa história
Buscando viver pela mídia
Com a vida a se extinguir
E que nunca vai aprender
A libertação,o prazer
De fazer Irene rir

Desculpem as mocinhas românticas, meu desabafo irritado, esse épico quadrado, depois de tantos dias dedicado a reviver num roteiro de cinema os crimes da ditadura CIVIL-MILITAR. E ainda receber notícias que nos roubam a água e o minério da Amazônia ( qual a novidade,cara pálida,me pergunto), que os marines estão chegando pra instalar bases no Nordeste.
O passado que revivo fazendo o roteiro revive no presente das notícias. Coágulo que não se dissolve nunca e se repete de geração em geração.”Soledad no Recife”, o filme, vem aí. Tirei o foco exclusivo na beleza da guerrilheira paraguaia ,como está na bela obra de Urariano Mota, e fiz crescer os heróis anônimos para compor a epopéia cinematográfica trágica de uma das faces da luta armada no Brasil.

Um filme para as novas gerações entenderem que o buraco é mesmo mais embaixo...embaixo da terra. Este poema e o filme são dedicados a Soledad Barrett,, Pauline Reichstul, Eudaldo Gomes, Jarbas Pereira, José Manoel, e Evaldo Ferreira, torturados e mortos na farsa da Chácara São Bento em janeiro de 1973, e que é o tema do meu filme. E aos companheiros e companheiras que querem continuar a luta. Sim ,antes que esqueça : o canalha delator Cabo Anselmo continua vivo , conspirando com a direita, e pedindo indenização pelos crimes que cometeu,inclusive contra a mulher grávida de um filho dele (Soledad). Tanta bala perdida pegando corpos
desatentos. E nenhuma atinge o anjo exterminador.





UM BEIJO AMARGO. RobertoMenezes.

domingo, 7 de fevereiro de 2010

O alemão negro

Roberto Menezes



Jornal Nacional, 28 de abril, 2009. Uma notícia curta de Brasília : um homem de cabelos grisalhos, porte altivo, economista, que guardava em casa armas de todos os tipos. E a narração do locutor dizia que José Cândido do Amaral Filho confessou o assassinato a tiros de dois mendigos em Brasília, no dia 19 de janeiro , na mesma praça onde há 12 anos um índio pataxó foi queimado por cinco universitários. O criminoso disse que se sentia incomodado pela presença dos dois mendigos perto do seu prédio. Foi lá e atirou na cabeça dos dois. Notícia curta e grossa, sem nenhum comentário. O JN continua, mas com uma notícia otimista sobre a economia.


20 de novembro de 1995, tempos de FHC. Muito calor , céu nublado e desde nove horas da manhã, festa em Brasília. E era segunda-feira. Eu estava lá , com um só câmera e a esperteza da jornalista Edna Cristina, documentando a Marcha Zumbi dos Palmares Contra o Racismo, Pela Cidadania e a Vida. Uma homenagem aos 300 anos da morte de Zumbi, o líder da resistência à escravidão. Mais de 30 mil pessoas caminhando do Largo do Circular até a Esplanada do Planalto. Cabelos afros, maracatus, capoeiras, gente de candomblé, e toda a força e beleza da raça negra. Era uma coisa que só se via nos grandes comícios populares ou no carnaval da Bahia e do Recife. Carros de som, fantasias, alegria geral.As condições precárias de filmagem impediam que o câmera sempre estivesse junto de mim. Mandei o câmera Renato Diehl fazer closes e gerais da Marcha e de meia em meia hora ele colaria comigo pra filmar uns planos especiais.No dia anterior, já tínhamos entrevistado lideranças negras, filmado num Salão de Beleza afro e feito algumas cenas no Teatro Nacional com um ator negro.No meio da loucura, que é filmar uma passeata gigante com uma só câmera por falta de grana,topo com Edésio Alemão. Branco sarará, roupas puídas, sapatos abertos. Mendigo típico de Brasília , era um dos mais animados da festa negra. Vez por outra recebia um empurrão dos seguranças negros para não se misturar com a massa organizada. Lá estava o Lula, que ainda não era presidente, de braços dados com Vicentinho e Edson Cardoso, o organizador do movimento. Num dos empurrões, Edésio Alemão veio bater junto de mim e me disse o nome.Cachaça já na cabeça, mas uma surpreendente lucidez nos pensamentos. Perguntei de onde ele era, disse que de Sergipe. Viu o pai sair "pra ir colher borracha na Amazônia", o paraíso prometido pelo Presidente Getúlio Vargas. Borracha para os pneus dos aviões norte-americanos. Foi a última vez que Edésio Alemão viu o pai. Ele e a mãe ficavam esperando, e nada. A notícia que chegou é que ele pegou hepatite e febre amarela. Morreu no meio da mata. Seca em Sergipe, falta de terra pra plantar, a mãe caminhando com ele,os dois sozinhos, tanto sertão pela frente. Ela morreu quando ele tinha 11 anos. Edésio Alemão Ficou só no mundo. Gritei pra ele interrompendo a dolorosa narrativa: "Cessa tudo que a antiga musa canta, pois um poder mais alto se alevanta!" Ele me olhou espantado e eu apontei para a Camila Pitanga que ia falar do alto do carro. O nosso câmera encostou e fizemos um belo enquadramento da Camila, linda como sempre, gritando para a multidão:" eu acredito que todos vocês aqui estão sentindo o que eu sinto : o orgulho de ser ....negra! eu tenho orgulho disso! Sou uma negra!" A multidão enlouqueceu. Ritmos do Norte se misturavam com o axé baiano e o maracatu pernambucano. Os gritos se tornaram mais forte: "Hoje é dia de negro/ queremos escolas,queremos emprego", "Palmares,Zumbi/ Assim eu resisti!"O nosso câmera saiu correndo para filmar um bando de crianças dançando.Puxei Edésio Alemão pra um canto . O nome dele era por causa dos olhos azuis e do cabelo sarará, alourado. Edésio foi adotado por um travesti, de quem mais tarde se tornaria amante. Depois não quis mais e saiu procurando o que fazer no Brasil. Não encontrou. Veio parar em Brasília, já envelhecido. Não sabia dizer a idade. Talvez uns 68 a 70 anos, calculei. Perguntei porque ele estava ali,insistindo em participar. A resposta anotei e guardo comigo. Como lembrança do filme que ia fazer com, ele, e nunca fiz .-"Isso aqui é o Brasil mudando. O senhor não sabe o que eu,meu pai e minha mãe a gente passou na vida. A gente sabe o que é ser brasileiro. Por isso fico contente de ver gente negra e pobre como eu, um branco enganado pelo Brasil, protestando com a alegria de quem sabe que vai vencer."Pensei no cangaceiro Corisco de Glauber Rocha : " Mais forte são os poderes do povo!" Pensei no pensamento do velho Graça, o grande Graciliano Ramos, que diz em "Vivente das Alagoas" : "talvez nos sobre ainda, por baixo do verniz da educação, aquela energia de Lampião. Apesar da fome e da verminose".Minha proposta para Edésio Alemão : logo depois de montar o filme da Marcha Negra, fazer um filme com ele. Perguntei onde ele "se escondia". Respondeu:"não me escondo, me mostro. Sou uma ferida que não pode se esconder. Durmo na rua e Brasília tem que me ver, querendo ou não".Anotei.A festa negra só terminou quase dez da noite na Esplanada. Eu, Edna e Renato, a equipe brancaleone , estávamos exaustos. Uma lua cheia bonita iluminou Brasília. E de repente formou um halo na cabeça de uma figura que apareceu de repente. Ele mesmo, o Edésio Alemão. Cambaleando de bêbado.cantarolava engrolado a música de Gilberto Gil: :"branco se você soubesse /o valor que negro tem/ tu tomava banho de piche/ ficava negro também ". Virei pro Renato : filma!filma!Renato me disse : não tem mais fita e nem temos luz.E Edésio continuou a sua louvação ao Brasil em que ele finalmente acreditava : "somos crioulos doidos/somos bem legal/temos cabelo duro/somos bléque-pau" e agitava os dedos como se mandando uma mensagem de surra.Passei cinco dias montando o filme, mais um sonorizando e mais um esperando para mostrar ao cliente, o Movimento Negro Unificado. Uma semana depois da Marcha Negra e lá estou eu procurando Edésio Alemão. Rodoviária, Conjunto Nacional, Praça dos Três Poderes. Perguntei : ninguém lembrava, ninguém sabia. Voltei à noite . Em que quadra ele teria ido dormir ? Passei em frente ao busto de Zumbi. O herói de Palmares nada me disse. Mas o vigia do prédio em frente,sim. Me chamou e perguntou se eu estava procurando o Alemão. Ele tinha me visto conversando com ele durante a Marcha e estava perto da equipe quando à noite mandei Renato filmar. O mulato Luciano ,que trabalhava à noite, curtiu a festa popular o dia inteiro. E viu tudo na Marcha Negra.Viu também a morte brutal de Edésio Alemão. Eu quis saber de detalhes. Ele disse que se escondeu de medo e viu toda a covardia. Dois brancos, "filhinhos de papai", segundo ele, chegaram num carrão. Um deles ficou olhando o movimento da rua vazia, às duas da madrugada. Edésio Alemão dormia aos pés do busto de Zumbi.O outro branquinho veio e deu um tiro na cabeça do mendigo, que estribuchou. Saiu correndo e o que estava de vigia foi também pra perto de Edésio e deu outro tiro na cabeça, e outro nas costas. Correram para o carro,onde um motorista esperava. Arrancaram em alta velocidade.O vigia disse que passou muito tempo tremendo, até criar coragem de ir para o orelhão e avisar pra polícia, sem se identificar. Meia hora depois, chegaram os policiais e recolheram o corpo. Eu disse que não tinha visto em jornal nenhum, embora no trabalho pesado de edição eu mal passava a vista nos jornais. Luciano,o vigia, disse que nem na rádio deu. A polícia se foi com o corpo. Ficou por isso mesmo : é coisa comum em Brasília, disse o vigia. "Foi num foi morre um pobre desses na rua. Não faz falta , né? É menos um na miséria".Palavras literais de Antonio das Mortes no filme "Deus e o Diabo na Terra do Sol". Menos um pra viver nessa miséria.Olhei a lua minguando sobre a cidade indiferente. Edésio Alemão escapou da morte por subnutrição e das outras doenças tropicais. Veio morrer assassinado aos pés de Zumbi. Não viu o Brasil mudar.




Postado por: ROBERTO MENEZES.