Ocorreu um erro neste gadget
Ocorreu um erro neste gadget

segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Quem da presentes ao Papai Noel?

Outro dia, passeando em um shopping center, vi o Papai Noel recebendo crianças na praça do shopping devidamente decorada pro natal.
A decoração era linda, com muitas luzes natalinas e adereços que se nada tinham a ver com o Brasil-mais parecia alguma vila do norte da Europa-, indubitavelmente me remetiam as lembranças de minha infância nesta época do ano, a nostalgia de uma época encantada em que eu tinha a expectativa de ganhar presentes foi inevitável.
Crianças felizes brincavam na praça decorada e iam abraçar o Papai Noel e lhe pedir um presente, ganhavam doces e tiravam fotos com o Papai Noel. Os pais faziam questão de levar seus filhos pra ver o bom velhinho e havia um clima de magia em tudo aquilo.
Tudo parecia maravilhoso, o local decorado e iluminado, as crianças brincando felizes e os pais satisfeitos, porém algo não combinava com o clima magico.
Ao chegar mais perto, vi o rosto do Papai Noel, um senhor bem idoso cujo triste rosto contrastava com a felicidade das crianças que o abraçavam.
Pensei comigo: Por que o Papai Noel está triste? Tentei imaginar os motivos.
Talvez um idoso com a mulher doente cuja aposentadoria não dava pra pagar os remédios e ele tinha que estar ali fazendo um "biquinho". Talvez um velhinho que nunca teve filhos e via naquelas crianças algo que ele perdeu em sua vida, a possibilidade de educar, ver crescer e amar um filho, ter sua família. Talvez um senhor outrora alegre e que ali alegrava os filhos de outras pessoas ao mesmo tempo lembrando o filho que havia morrido. Talvez tivesse chegado atrasado e levado uma bronca de algum supervisor. Talvez estivesse doente. Talvez soubesse que iria morrer logo.
Talvez, talvez uma dessas alternativas, talvez outra coisa. Fato que não sabia o que deixava o Papai Noel triste, nem importa saber o motivo.
O que me importou é que o "homem magico" do local, aquele que fazia as crianças felizes e deixava os pais satisfeitos estava triste e ninguém parecia se importar com isso.
Refletindo sobre o episódio e o que deveria significar o natal, o dito "espírito natalino", questionei a validade da magia do natal as custas ou à revelia da tristeza de outrem, inevitavelmente pensei nos nossos idosos, tantas vezes desprezados, abandonados e mau-tratados, muitos doentes e sem condições dignas de atendimento de saúde.
Ja fui criança um dia, ja acreditei em Papai Noel, talvez viva pra ficar velho, talvez seja contratado pra bancar o Papai Noel, talvez distribuindo presentes pras crianças felizes que acreditam em Papai Noel.
Papai Noel nunca me deu presente, quem dava era o meu Papai mesmo, na verdade a imagem do bom velhinho era o presente.
E por falar em presente, ainda refletindo o episódio, faço uma pergunta:
Quem da presentes ao Papai Noel?


Texto de Roberto Tramarim.

Um comentário:

Anônimo disse...

Magnífico texto,parabéns!

Nesta época, qualquer mensagem que nos induza a uma reflexão
sobre o tema é bem vinda.

Texto belo,mas triste.

Quem presenteia aqueles que nos dão presentes o ano inteiro?

Quem presenteia com alegria,amor,abraços,beijos,
sorrisos,dedicação?

De quem o papai noel ganha presente?